Em Busca da Verdade...
Capítulo 4

O Primeiro plano cristão - de Adão a Jesus

(em 10 partes)

PARTE 4- Segundo Pacto:

Deus e Abraão

Capítulos

4-O Primeiro plano cristão - de Adão a Jesus (Dividido em 10 partes) leia as partes abaixo:

5-O Segundo Plano Cristão- O Messias - apartir de Jesus (em 11 partes)

 

 

 Neste segundo pacto formado por Deus e desta vez com Abraão,  ler-se-á  alguns trechos bíblicos que à principio podem parecer sem muita importância.   Mas tudo está inteiramente relacionado com a observação do Criador na humanidade, através dos seus Anjos, acompanhando passo a passo a sua evolução, para quando necessário, fazer a sua correção. 

Ver-se-á também a grande preocupação de Abraão em querer salvar Sodoma e Gomorra,  uma situação em que ele usa  todos os meios para  que o fato não se consuma. Para que o leitor possa entender, Sodoma e Gomorra eram grandes cidades na época, e o seu povo estava totalmente corrompido com a injustiça, idolatria, perversão sexual , a ponto de Deus querer exterminar ambas cidades, o que vêm a ocorrer posteriormente.

Abraão também é provado na fé. Este é um assunto que daria para  falar  durante horas.    Qual o Pastor, Padre ou pregador da Palavra de Deus, que não usou esta  passagem bíblica durante as suas pregações? Realmente é muito difícil achar alguém que nunca usou esta passagem para exemplificar fidelidade e fé!

Esses fatos se desenrolam através da historia, narrada e contada nos livros Bíblicos. Devem ser lidos pelo leitor, e até por aqueles que acham já conhecer a historia.

 

Abrão era casado com Sarai, sua mulher e não tinham filhos, pois ela era estéril. Abrão sendo um homem justo e temente a Deus, chama a atenção do próprio Deus, que vem a ele através de seus anjos e faz uma aliança com ele ( Abrão ) prometendo uma  descendência maior que a quantidade de estrelas no céu se ele permanecesse na palavra de Deus e fosse Justo.

Faremos aqui um resumo das passagens bíblicas da história deste pacto que Deus fez com Abrão que veio a se chamar ABRAÃO.

 

GENESIS - Cap. 15 Vers. 17 a 18

Obs: Ao fazer uma oferenda à Deus, Abraão recebe Dele um Pacto.

17- Quando o sol se pôs e escureceu, apareceu um fogareiro fumegante e uma tocha de fogo, que passaram por entre as partes dos animais esquartejados.

18- Naquele dia o Senhor fez aliança com Abrão, dizendo: “A teus descendentes dou esta terra, desde a Torrente do Egito até o grande rio, o Eufrates:

 

GENESIS - Cap.17 - Vers. 1 a 10  

1- Quando Abrão tinha 99 anos, apareceu-lhe o Senhor e lhe disse: “Eu sou o Deus Poderoso. Anda na minha presença e sê perfeito.

Quero estabelecer contigo minha aliança e multiplicar sem limites tua descendência”.

3- Abrão caiu com o rosto em terra e Deus continuou falando:

4- “ De minha parte, esta é a aliança contigo: tu serás pai de uma multidão de nações. 5 Já não te chamarás Abrão mas teu nome será Abraão, porque farei de ti o pai de uma multidão de nações. 6 Eu te tornarei extremamente fecundo. De ti farei nações e terás reis como descendentes. 7 Estabeleço minha aliança entre mim e ti e tua posteridade para sempre, uma aliança eterna, para ser teu Deus e o Deus de tua descendência. 8 A ti e a teus descendentes darei a terra em que vives como estrangeiro, todo o país de Canaã, como propriedade perpétua. Eu serei o Deus deles”.

9 Deus disse a Abraão: “Tu, de tua parte, guardarás minha aliança, tu e tua descendência para sempre. 10- Esta é a minha aliança que devereis observar entre mim e vós e tua descendência futura: circuncidai todos os homens de vosso meio. 

 

GENESIS - Cap. 18 -  Vers. 1 a 16  

1 Outra vez o Senhor apareceu a Abraão junto ao carvalho de Mambré. Estava sentado à entrada da tenda, no maior calor do dia. 2 Levantando os olhos, viu parados perto dele três homens. Assim que os viu, saiu correndo a seu encontro e se prostrou por terra. 3- Disse assim: “Meu Senhor, se ganhei tua amizade, peço-te que não prossigas viagem sem parar junto a teu servo. 4 Mandarei trazer um pouco de água para lavar vossos pés e descansareis debaixo da árvore. 5 Trarei um pouco de pão para recobrardes as forças, antes de prosseguir viagem. Pois foi para isso mesmo que vos aproximastes de vosso servo”. Eles responderam: “Faze como disseste”.

6 Solícito, Abraão entrou na tenda onde estava Sara e lhe disse: “Pega depressa três medidas da mais fina farinha, amassa uns pães e assa-os”. 7 Depois Abraão correu até o rebanho, agarrou um bezerro bem bonito e o entregou a um criado para prepará-lo sem demora. 8 A seguir buscou coalhada, leite ,  bezerro assado e pôs tudo diante deles. De pé, junto deles, os servia debaixo da árvore enquanto comiam. 9 Perguntaram-lhe: “Onde está Sara, tua mulher?”–“Está na tenda”, respondeu ele. 10 E um deles disse: “ Voltarei a ti no ano que vem por este tempo e Sara, tua mulher, já terá um filho”. Ora, Sara ouvia da entrada da tenda que estava detrás daquele que falava. 11 Abraão e Sara já eram velhos, muito avançados em idade e para ela já havia cessado o período regular das mulheres. 12 Por isso, Sara se pôs a rir de si mesma, dizendo: “Acabada como estou, terei ainda tal prazer, sendo meu marido já velho?”13 E o Senhor disse a Abraão: “Porque Sara riu, dizendo consigo mesma: ‘será mesmo que vou ter um filho, sendo tão velha?’14 Há alguma coisa impossível para o Senhor? No ano que vem, voltarei por este tempo e Sara já terá um filho”. 15 Sara negou que tivesse rido, dizendo: “não ri”, pois estava com medo. Mas ele insistiu: “sim, tu riste”.

16       Levantaram-se os homens e voltaram os olhos para Sodoma.    Abraão os acompanhava para deles se despedir.

 

 

GENESIS – Cap. 18 – Vers.17  a  33 .

17 O Senhor disse consigo: “Devo ocultar a Abraão o que vou fazer? 18 Pois Abraão virá a ser uma nação grande e forte e nele serão abençoadas todas as nações da terra. 19 De fato, eu o escolhi para que ensine seus filhos e sua família a guardarem os caminhos do Senhor , praticando a justiça e o direito a fim de que o Senhor cumpra a respeito de Abraão o que lhe prometeu”. 20 Então o Senhor disse: “O clamor contra Sodoma e Gomorra cresceu e se agravou muito seu pecado. 21 Vou descer para verificar se as suas obras correspondem ou não ao clamor que chegou até mim”. 22 Partindo dali, os homens se dirigiram a Sodoma. Abraão, porém, ficou ali na presença do Senhor. 23 Abraão aproximou-se e falou: “Vais realmente exterminar o justo com o ímpio? 24 Se houvesse cinqüenta justos na cidade, acaso os exterminarias? Não perdoarias o lugar por causa dos cinqüenta justos que ali vivem? 25 Longe de ti, proceder assim, fazendo morrer o justo com o ímpio, como se o justo fosse ímpio! Longe de ti! O juiz de toda a terra não faria justiça?”26 O Senhor respondeu: “Se eu encontrasse em Sodoma cinqüenta justos, perdoaria por causa deles a cidade inteira”. 27 Abraão prosseguiu e disse: “Sou bem atrevido em falar a meu Senhor, eu que sou pó e cinza. 28 Se dos cinqüenta justos faltassem cinco, destruirias por causa dos cinco a cidade inteira?”O Senhor respondeu-lhe: “Não destruiria se achasse ali quarenta e cinco justos”. 29 Insistiu ainda Abraão e disse: “E se houvesse quarenta?”Ele respondeu: “Por causa dos quarenta, não o faria”. 30 Abraão tornou a insistir: “Não te irrites, meu Senhor, se ainda falo. E se não houvesse mais do que trinta justos?”Ele respondeu: “Tampouco o faria se encontrasse trinta”. 31 Tornou Abraão a insistir: “Já que me atrevi a falar a meu Senhor: e se houver vinte justos?”Ele respondeu: “Não a destruiria por causa dos vinte”. 32 E Abraão disse: “Que meu Senhor não se irrite, se falar só mais uma vez: e se não houvesse mais que dez?”E ele respondeu: “Pelos dez, não a destruiria”. 33 Terminando de falar a Abraão, o Senhor partiu e Abraão voltou para seu lugar.

 

GENESIS - Cap. 19 – Vers. 1  a   28  .

1 De tarde os dois anjos chegaram a Sodoma. Ló estava sentado à porta da cidade. Ao vê-los, Ló se levantou, saiu-lhes ao encontro e se prostrou com o rosto em terra, 2 dizendo: “Meus Senhores, rogo-vos que venhais à casa de vosso servo, para lavardes os pés e pernoitardes. Amanhã cedo, ao despertar, seguireis vosso caminho”. E eles lhe responderam: “Não, nós vamos passar a noite na praça”. 3 Ló insistiu muito com eles de modo que foram com ele para casa, onde lhes preparou um jantar e alguns pães e eles comeram. 4 Antes de irem deitar-se, os homens da cidade, os habitantes de Sodoma, cercaram a casa; moços e velhos, vieram todos sem exceção. 5 Chamaram Ló e lhe disseram: “Onde estão os homens, que vieram à tua casa esta noite? Traze-os cá até nós para termos relações com eles”. 6 Ló saiu-lhes à porta, fechou-a atrás de si 7 e lhes disse: “Por favor, meus irmãos, não façais semelhante maldade. 8 Vede, tenho duas filhas, que ainda são virgens. Vou trazê-las para fora. Podeis fazer com elas o que bem entenderdes; mas nada façais a estes homens, pois por isso vieram acolher-se sob meu teto”. 9 Eles lhe disseram: “Fora daqui! Este indivíduo veio como imigrante e pretende ser juiz? Pois bem. Vamos te fazer algo pior do que a eles”. Atracaram-se violentamente com Ló e já estavam para arrombar a porta. 10 Mas os hóspedes intervieram, puxando Ló para dentro de casa e fecharam a porta. 11 Quanto aos homens, que estavam fora, feriram-nos de cegueira desde o menor até o maior de modo que não podiam mais encontrar a porta.

12 Os dois homens disseram a Ló: “Se tens aqui ainda algum parente, genro, filho ou filha, tudo o que tens na cidade, tira daqui. 13 Vamos destruir este lugar, pois grande é o clamor contra ele diante do Senhor . Ele nos enviou para destruir a cidade. 14 Ló foi, então, falar com os genros que estavam para casar com suas filhas e lhes disse: “Levantai-vos e saí deste lugar, porque o Senhor vai destruir a cidade”. Mas os genros pensaram que estivesse brincando. 15 Quando rompeu a aurora, os anjos insistiram com Ló, dizendo: “Levanta-te, toma tua mulher e as duas filhas que tens, para não pereceres também tu por causa das iniqüidades da cidade”. 16 Como ele hesitasse, os homens tomaram-no pela mão, a ele, a mulher e as duas filhas –pois o Senhor tinha compaixão dele –fizeram-nos sair e os deixaram fora da cidade. 17 Uma vez fora, disseram: “Trata de salvar tua vida. Não olhes para trás nem pares em parte alguma da redondeza. Foge para a montanha, se não quiseres perecer”. 18 Disse-lhes Ló: “Não, meu Senhor! 19 O teu servo encontrou teu favor e foi grande tua bondade comigo, salvando-me a vida. Mas receio não poder salvar-me na montanha antes que a calamidade me atinja e eu pereça. 20 Eis aí perto uma cidade onde poderei refugiar-me. É um povoado. Permite que me salve ali. É bem pequena mas salvaria minha vida”. 21 E ele lhe disse: “Pois bem, concedo-te também este favor: não destruirei a cidade de que falas. 22 Refugia-te lá depressa, pois nada posso fazer enquanto não tiveres entrado na cidade”. Por isso foi dado àquela cidade o nome de Segor.

23 O sol estava nascendo quando Ló entrou em Segor. 24 O Senhor fez então chover do céu enxofre e fogo sobre Sodoma e Gomorra. 25 Destruiu as cidades e toda a região junto com os habitantes das cidades e até as plantas da terra.

 26 A mulher de Ló olhou para trás e virou estátua de sal.

27 Abraão levantou-se bem cedo e foi ao lugar onde estivera com o Senhor. 28 Olhando para baixo na direção de Sodoma e Gomorra e da região toda, viu que se levantava da terra um denso fumo, como a fumaça de uma fornalha.

 

Antes de continuarmos esta história de Abraão registrada logo abaixo no Cap. 22 de Gênesis, vamos fazer um “parênteses” para um incrível achado arqueológico no final dos anos 80, que vem a confirmar esta história que acabamos de ler.

 

SODOMA E GOMORRA

Na parte oeste do Mar Morto estão os restos das duas cidades em cinzas, uma na base de Monte Masada, e outra no Monte Sodoma.   Em 1989, o arqueólogo amador, Ron Wyatt estava dirigindo ao longo deste local. Mesmo ele tendo dirigido por este local mais ou menos trinta vezes antes, desta vez ele de repente viu paredes de cidades e construções. Parando para investigar, Ron encontrou nestas cidades, construções e estruturas, todas completamente compostas por cinzas, onde existem dependências formadas que até hoje, pessoas conseguem entrar. Ele encontrou ruas que se interligavam, ziggurats, esfinges, todas descobertas em meio às construções. Paredes da cidade tradicional completa, com tipo de acabamento plano.    ZIGGURATS ( segundo dicionário Webster New College Dictionary ziggurats é uma torre, templo da Mesopotâmia que consiste uma estrutura de pirâmide construída em estágios sucessivos com escadas na parte de fora e um compartimento tipo caixa ou esfera no topo.) Veja foto abaixo.

 

 

  

Várias pontas de armas do tipo de lanças oxidadas de bronze foram encontradas e também um esqueleto que tinha se tornado completamente em cinzas foi encontrado em Sodoma. O tutano era visível na ponta de cada osso. Com um radar gerador com freqüência molecular, Ron encontrou sal de ouro, produto de ouro vaporizado. Amostras do material foram levados e testados, o que provou ser pura cinza. ( Veja - II Pedro cap. 2  vers.  6 -  “e, reduzido a cinzas as cidades de Sodoma e Gomorra, ordenou-as a ruína completa, tendo-as posto como exemplo a quantos venham a viver impiamente”)

 

Do alto, podemos ver que as cidades são colocadas em uma formação quadrada feita obviamente feita pelo homem. O material envolta é todo de rocha marrom. A questão obvia seria:  se as cidades foram destruídas 3.900 anos atrás, como é que as cinzas não sofreram erosão completa? Pesquisas mostram que objetos queimados com sulfura ou enxofre  deixam as cinzas que permanecem,  mais pesadas que o material original.

aaronBrimstone

 

 

 

 

 

 

Embebidos nestas cinzas que permanecem, há sulfura, ou bolas de brimstone ( segundo o Dicionário Oxford, brimstone é a forma antiga de chamar o enxofre; ou o combustível do fogo do inferno ). Sulfura ou enxofre é encontrado em forma cristalina, mas esta sulfura é única no mundo, branca e tem consistência de talco compacto. É comum  serem achados pedras com pureza de 30 a 40 % sulfura. Estas bolas de sulfura porém, estão com   95 e 98 % puras. As impurezas na sulfura ou enxofre são metais que adicionariam para o aquecimento gerado.

Estes cristais queimam a 5.000  a  6.000 graus Fahrenheit, e foram levados para serem testado no laboratório de Galbraith, Knoxville, Tennesse, EUA,  porém eles disseram que o teste BTU não poderia ser feito pois danificaria a câmara de aço para testes que eles possuem devido ao seu grau de pureza. Geralmente o enxofre é apenas achado perto de vulcões, nas veias minerais sulfúricas, ou rochas sedimentares associadas com anidros, gipcio, calcário e montes de sal. Nós sabemos que as bolas de enxofre deveriam estar queimando por algum tempo no passado, devido a forma de anéis queimados envolta deles.          


 Estas cidades são realmente únicas. Outras cidades que foram destruídas com fogo por vulcões, como Pompéia, têm uma camada de cinzas por cima, mas embaixo o material está original. Aqui no entanto,  vemos cidades inteiras completamente transformadas em cinzas, exatamente como a Biblia descreve.    II  Pedro cap.  2  vers.  6  -   “E condenou a subversão as cidades de Sodoma e Gomorra, reduzindo-as a cinzas, e pondo-as para exemplo aos que vivessem impiamente”.   

        

Voltemos agora, continuando a história de Abrão, onde já com seu filho Isaac, Deus testa a sua fidelidade.

 

GENESIS - Cap. 22  - Vers.  1  a  19 

1 Depois destes acontecimentos, Deus submeteu Abraão a uma prova. Chamando-o, disse: “Abraão”, e ele respondeu: “Aqui estou”. 2 E Deus disse: “Toma teu único filho Isaac a quem tanto amas, dirige-te à terra de Moriá e oferece-o ali em holocausto sobre um monte que te indicar”. 3 Abraão levantou-se bem cedo, selou o jumento, tomou consigo dois criados e o filho Isaac. Rachou lenha para o holocausto e se pôs a caminho para o lugar do qual Deus lhe havia falado. 4 Ao terceiro dia Abraão levantou os olhos e viu de longe o lugar. 5 Disse então aos criados: “Ficai aqui com o jumento enquanto eu e o menino vamos até lá. Depois de adorarmos a Deus, voltaremos a vós”. 6 Abraão tomou a lenha para o holocausto e pôs às costas do filho Isaac, enquanto levava o fogo e a faca. E os dois continuaram caminhando juntos. 7 Isaac disse ao pai Abraão: “Pai!”–“O que queres, meu filho?”respondeu. E o menino disse: “Temos o fogo e a lenha mas onde está o cordeiro para o holocausto?”8 E Abraão respondeu: “Deus providenciará o cordeiro para o holocausto, meu filho”. E os dois continuaram caminhando juntos.

9 Chegados ao lugar indicado por Deus, Abraão ergueu ali o altar, colocou a lenha em cima, amarrou o filho e o pôs sobre a lenha do altar. 10 Depois estendeu a mão empunhando a faca para imolar o filho. 11 Mas o anjo do Senhor gritou-lhe dos céus, dizendo: “Abraão! Abraão!”Ele respondeu: “Aqui estou!”12 E o anjo disse: “Não estendas a mão contra o menino e não lhe faças mal algum. Agora sei que temes a Deus, pois não me recusaste teu único filho”. 13 Abraão ergueu os olhos e viu atrás de si um carneiro preso pelos chifres num espinheiro. Pegou o carneiro e ofereceu-o em holocausto em lugar do filho. 14 Abraão passou a chamar aquele lugar: “O Senhor providenciará”. Hoje se diz: “No monte em que o Senhor aparece”. 15 O anjo do Senhor chamou Abraão pela segunda vez lá dos céus 16 e lhe falou: “Juro por mim mesmo – Palavra do Senhor –uma vez que agiste deste modo e não recusaste teu único filho, 17 eu te abençoarei e tornarei tão numerosa tua descendência como as estrelas do céu e como as areias da praia do mar. Teus descendentes conquistarão as cidades dos inimigos. 18 Por tua descendência serão abençoadas todas as nações da terra, porque tu me obedeceste”. 19 Abraão retornou até aos criados e juntos puseram-se a caminho de Bersabéia, onde Abraão passou a residir.

   
O que acabamos de ler, foi uma extraordinária historia de fé e obediência absoluta de Abraão em Deus.  E de que forma poderíamos tirar uma lição para nossas vidas?  Será que Deus põe à prova os seus seguidores ainda nos dias de hoje?  Quantos de nós, sendo pais, teríamos coragem de sacrificar nosso próprio filho?  Sabe-se que com a vinda de Jesus, muitas coisas mudaram, mas as formas de compreensão e obediência continuam as mesmas.  Quando uma pessoa tem idade avançada e é acometida de uma doença, costuma-se dizer que aquela pessoa já viveu bastante e o suficiente; Mas quando a pessoa é jovem, adolescente ou criança e está entre a vida e a morte material, qual é a  reação? Faz-se  tudo o que é possível, e, no entanto, às vezes  perde-se  aquele ente querido.   Deus, conhecendo  nossos corações e origens,  não estaria fazendo uma prova para nós?  Não seria uma forma de rebusca de nossa consciência, através da dor, do sentimento, para um balanço em nossas vidas terrenas?

Se alguém  crê em Deus, e passa por alguma provação como esta, não seria para deixar nesta hora  tudo em suas mãos? Alguma razão existe para que um fato como este aconteça ou venha a se consumar, apesar da dor do sentimento humano.  Tem-se o consolo porém, que A VIDA ETERNA É NO UNIVERSO, e é por isso que estamos aqui, para sermos purificados como o ouro ( como Jesus o disse) . Numa  linha de pensamento sem a fé, fica muito difícil de aceitar a morte e quando ela chega,  cria um vazio muito grande para aqueles que ficam.   Mas temos a palavra de Deus, que nos leva a Fé,  a mesma fé de Abraão, que nos dá coragem e ânimo para continuarmos nossa peregrinação por esta vida terrena.

Para aqueles que não crêem em nada, talvez possa ser um momento de reflexão, para rever seu estado de espírito.

  

 

 

Copyright © 2008, www.embuscadaverdade.com.br. All rights reserved.
Webmaster : J.E.S.